O QUE É? - Por que pensar nisso?

A ideia do ingresso social surgiu como uma alternativa para facilitar o acesso a eventos culturais e educacionais. Se há diversos estudos econômicos indicando o porcentual da sua renda que deve ser investido em lazer ou educação, nada mais justo do que pensar os valores das entradas também por esta ótica da porcentagem.

Resumindo, o ingresso social é uma forma de pagamento que entende que situações sociais diferentes estatisticamente são relacionadas a possibilidades diferentes de investimento.

Em nenhum momento queremos solidificar essas diferenças, mas dar oportunidades mais igualitárias de acesso. O mesmo local, pessoas diferentes.

observAÇÃO: O ingresso social não é APRESENTADO COMO OBRIGAçÃO, mas como possibilidade para quem precisaria de um desconto para poder atender ao curso.

O ingresso social é uma forma de pagamento que entende que situações sociais diferentes estatisticamente são relacionadas a possibilidades diferentes de investimento.

 
 

APOIADORES


Algumas das fontes:


Licença Creative Commons
O trabalho Ingresso Social de Gira. está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
is1.jpeg

descrição - como funciona?

Com base em pesquisas de diversos institutos com orientação social, sites do Governo Federal e matérias em portais econômicos, analisamos o salário médio do homem branco com ensino superior completo (maior valor nas bases estatísticas) e suas relações de ganho ao compararmos com alguém de outro grupo social - o jornal Nexo tem ótimos gráficos sobre o assunto.

Comparando esses valores chegamos a uma taxa de equiparação, mais simbólica do que exata, para propor o recálculo dos ingressos. Assim, pessoas em grupos sociais mais valorizados pelo sistema pagariam mais, por disporem - estatisticamente - de maior acesso à renda, e poderiam subsidiar o acesso daqueles que não fazem parte destes grupos.

 
is3.jpeg
 

resultados esperados - sociais e financeiros

  • Apoiar a construção da ideia de consciência de classe e irmandade social, afinal vivemos em comunidade e em comunidades. Perceber a quais grupos se faz parte é ver-se no outro, parte do processo de empatia;
  • Dar apoio para quem quer investir em conhecimento e cultura sem ter que pagar muito mais "caro" por isso; 
  • Discutir com as pessoas sobre a importância de levarmos em consideração que, se pessoas têm rendas diferentes, talvez devêssemos pensar em valores diferentes para darmos oportunidades (mais) iguais.
 

Como funciona?

Gostaria de reforçar antes de tudo que matemática financeira não é o ponto mais forte dessa tabela. O projeto é uma base para repensarmos como cobramos as pessoas e os efeitos desses valores na sociedade.

Na tabela, temos os campos verdes que devem ser editados e os campos vermelhos que são os resultados dos valores informados.

Como pensamos a tabela para eventos e aulas, temos cinco variáveis de custos: aluguel do espaço - valor diário e que também já deve conter qualquer gasto com equipamentos, alimentação - onde propomos um gasto diário por pessoa, afinal não se aprende com fome, brindes - muitas vezes, é importante que os participantes levem algo físico para casa e esse custo é medido por pessoa, divulgação - aqui, apenas para motivos de cálculo, foi estimado um investimento de R$25,00 por participante, e palestrante - estimado em R$100,00 a hora aula mais R$50,00 de transporte.

is2.jpeg
 
is4.jpeg
 

Na outra ponta da aba "_custos" temos também os campos de quantidades para dias, horas diárias e número estimado de participantes.

A tabela, então, soma todos os gastos e dá três linhas de resultado: com lucro de 40%, com esse ganho e 20% de impostos e outra, para conferência, sem lucro, mas com impostos - a ideia de mínimo necessário para não se ter prejuízos.

Então calculamos o valor base dos ingressos, que seria a divisão do valor com lucro e impostos pela quantidade de participantes, menos 10% (considerando uma quebra mínima da quantidade de participantes esperados). Esse custo de entrada é "corrigido" pela taxa de ingressos sociais, uma média da equiparação de rendimentos. E desse valor saem os cálculos reais.

Revisão ortográfica e conceitual:
Sheila Godoi;

 

Download da Planilha // Faça bom uso! :)

Em caso de dúvidas, críticas ou como melhorar o Ingresso Social entre em contato com mateus@gira.guru;


 
Licença Creative Commons
O trabalho Ingresso Social de Gira. está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.